Cia Teatro da Cidade: 25 anos

A Cia Teatro da Cidade surgiu em 1990 em São José dos Campos por meio da Comissão Municipal de Teatro, composta por atores e técnicos da cidade que sentiam a necessidade de formação e aprimoramento dos artistas. O grupo foi mantido pela Fundação Cultural Cassiano Ricardo durante três anos, quando foram produzidos espetáculos de autores nacionais, como O Pagador de Promessas, de Dias Gomes, e Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto. Durante esse período, o grupo contou com a direção de Moisés Miastkwosky (1952-2014) e reuniu mais de 40 atores em suas produções. Em 1993, o grupo se tornou independente do órgão público, mas manteve a preocupação na formação contínua de seus integrantes.

Em seus 25 anos de existência, a Cia Teatro da Cidade desenvolve um teatro que reúne busca de linguagem, rigor técnico, pesquisa continuada e montagem de peças que contribuam com a formação de público. Tornou-se uma referência nos estudos da Narrativa e do Nô, teatro clássico japonês, linguagens utilizadas há mais de uma década em suas montagens.

A companhia trabalha com diretores convidados como Eduardo Moreira (Grupo Galpão), Darcy Figueiredo, Atul Trivedi e Roberto Mallet, além de Claudio Mendel, fundador e integrante do grupo.
A parceria com os grandes autores brasileiros Luís Alberto de Abreu (Maria Peregrina e Um Dia Ouvi a Lua) e Samir Yazbek (Almas Abaixo de Zero), para o desenvolvimento de processo colaborativo na dramaturgia, também tornou-se uma característica forte do grupo.

Por meio dessas parcerias e encontros, a Cia Teatro da Cidade busca um teatro que dialoga com o popular e o erudito, a tradição e a contemporaneidade, e o universal e o regional brasileiro.
Considerada uma das companhias mais importantes do interior de São Paulo, já produziu 18 espetáculos, percorreu diversas cidades do país, conquistou mais de 100 prêmios em festivais e mostras de teatro no Brasil e participou em eventos na Bolívia e em Portugal. Com o espetáculo Um Dia Ouvi a Lua recebeu indicações ao prêmio Shell, para direção musical de Beto Quadros, e APCA de dramaturgia para Luís Alberto de Abreu.

A companhia também é responsável pela formação de boa parte de técnicos e atores que atua em São José dos Campos e cidades da região do Vale do Paraíba, além de vários profissionais que trabalham na capital paulista.

Nesta exposição você percorre os 25 anos da companhia através de imagens de seus momentos mais marcantes!
Boa viagem!

<br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>João Noronha <br /><b>Fotógrafo: </b>Flávio Craveiro <br /><b>Fotógrafo: </b>Flávio Craveiro <br /><b>Fotógrafo: </b>Maria Brasil <br /><b>Fotógrafo: </b>Maria Brasil <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>Tito Oliveira <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado <br /><b>Fotógrafo: </b>Carla Matsuda <br /><b>Fotógrafo: </b>Carla Matsuda <br /><b>Fotógrafo: </b>Carla Matsuda <br /><b>Fotógrafo: </b>Carlos Ximenes <br /><b>Fotógrafo: </b>Eduardo Faria <br /><b>Fotógrafo: </b>não informado
<< Voltar
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro do Galpão Cine Horto - Rua Pitangui, 3613 - Bairro Horto - Belo Horizonte - MG
Tel: 31 3481.5580 - portalprimeirosinal@gmail.com
---------------------------
Os créditos das fotos do cabeçalho se encontram na seção Quem Somos.
Facebook Twitter