Romeu e Julieta

Ao atualizar o sentido da mais conhecida história de amor da humanidade, a concepção de Gabriel Villela para o Galpão transpôs a tragédia dos dois jovens apaixonados para o contexto da cultura popular brasileira. Esse conceito sustenta todo o espetáculo, especialmente na figura do narrador, que rege toda a ação com uma linguagem inspirada em Guimarães Rosa e no sertão mineiro.
A montagem da tragédia de Shakespeare foi um marco na carreira do grupo. O encontro com Gabriel Villela significou a ousadia de fazer um clássico na rua. Ao texto original do espetáculo, na clássica tradução de Onestaldo de Pennaforte, juntam-se elementos da cultura popular brasileira e mineira, presente nas serestas e modinhas, nos adereços e figurinos que remetem ao interior profundo do Brasil.
Desde sua estréia na histórica cidade de Ouro Preto, em 1992, "Romeu & Julieta" construiu uma carreira de sucesso de público e crítica, no país e no exterior.

22/03/2011
Ouro Preto
Grupo Galpão
Guto Muniz
Grupo Galpão
1992
O senhor Puntila e seu criado Matti

Direção: Pedro Paulo Cava.

22/03/2011
Teatro Francisco Nunes
Arquivo memória do Teatro da Cidade
Mauro Sérvulo
Teatro da Cidade
1986
Álbum de família

Segunda parceria com Eid Ribeiro, o espetáculo representou um mergulho no universo trágico e expressionista de Nelson Rodrigues. Polêmico, “Álbum de Família” foi vencedor de quase todos os prêmios de teatro em Minas e representou uma guinada no estilo de trabalho do Grupo, só comparável à de “Partido”.

22/03/2011
Teatro Marilia_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Gustava Campos
Grupo Galpão
1990
O senhor Puntila e seu criado Matti

Direção: Pedro Paulo Cava. Em cena: Ilvio Amaral, Nelson Alvarenga, Helvécio Ferreira, Paulo Rezende, maria Ribeiro e Luciano Luppi.

22/03/2011
Teatro Francisco Nunes
Arquivo memória do Teatro da Cidade
Mauro Sérvulo
Teatro da Cidade
1986
Foi por amor

Esquete de rua, propunha um teatro de guerrilha, em que os atores se apresentavam nos lugares mais surpreendentes como filas de ônibus, foyer de teatros, festas, manifestações, etc. É a primeira incursão do Galpão numa realidade especificamente brasileira.

22/03/2011
Praça da Liberdade_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Gustava Campos
Grupo Galpão
1987
Triunfo – um delírio barroco

Dirigido pela coreógrafa e encenadora Carmen Paternostro, o espetáculo teve a participação do corpo de baile da Fundação Clóvis Salgado, músicos percussionistas e o Galpão. Tratava-se de uma reelaboração poética da festa do Triunfo Eucarístico, tradicional em Ouro Preto, no século XVIII. O espetáculo celebrava a miscigenação cultural e religiosa de Minas e do Brasil.

22/03/2011
Palacio das Artes_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Gustava Campos
Grupo Galpão
1986
A comédia da esposa muda

Nova investida do Grupo sobre o gênero da commedia dell’arte, dessa vez, uma adaptação de um “canovaccio” (roteiro sobre o qual os atores improvisavam) de um autor anônimo.
Com direção de Paulinho Polika, o espetáculo foi um grande sucesso que abriu as portas do exterior para o Galpão. Mantido no repertório por quase dez anos, “A Comédia da Esposa Muda” foi um dos trabalhos mais apresentados pelo Grupo em sua história

22/03/2011
Praça da Liberdade_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Gustava Campos
Grupo Galpão
1986
Morango com chantilly

Direção: Pedro Paulo Cava. Em cena: Wilson Oliveira, Fernando Rocha, Cazilda Lambertucci, Ozanã Naves, Carmela Soares, Maurício Mendes e Sylvia Vianna.

22/03/2011
Teatro Francisco Nunes
Arquivo memória do Teatro da Cidade
Mauro Sérvulo
Teatro da Cidade
1987
Arlequim servidor de tantos amores

O que talvez tenha sido um dos processos de ensaio mais intensos do Grupo resultou no espetáculo mais formal e frustrante para os seus integrantes. “Arlequim” marca o encontro com a atriz italiana Ariel Genovese e o trabalho com as máscaras da commedia dell’arte, gênero de teatro popular e de rua.
A montagem do clássico de Carlo Goldoni, “Arlequim Servidor de Dois Amos”, acabou se transformando no espetáculo de carreira mais curta do Galpão, encerrando suas apresentações um ano e meio depois de sua estréia.

22/03/2011
Teatro Marilia_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Grupo Galpão
Grupo Galpão
1985
Ó procê vê na ponta do Pé

Criação coletiva de nove cenas curtas, o espetáculo era uma grande miscelânea de linguagens como a mímica, o teatro de bonecos, o malabarismo, o circo e a improvisação de rua. “Ó Procê Vê na Ponta do Pé” marca um salto na expansão do Galpão que viaja por grande parte do estado de Minas Gerais e começa a se abrir para outros estados.

22/03/2011
Poços de Caldas.
Grupo Galpão
Grupo Galpão
Grupo Galpão
1985
De olhos fechados

Com texto de João Vianney e direção de Fernando Linares, “De Olhos Fechados” explorava o universo de crianças urbanas, que criavam novas formas de brincar, explorando os sentidos. Criado para o palco, “De Olhos Fechados” foi, posteriormente, adaptado para apresentações ao ar livre.

22/03/2011
Parque Municipal de Belo Horizonte
Grupo Galpão
Grupo Galpão
Grupo Galpão
1983
Caixa postal 1500

Cena da montagem "Caixa Postal". Direção: Julio Maciel. Em cena Helvécio Izabel (Elesbão).

22/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
1999
E a noiva não quer casar -

Espetáculo de rua que marca a fundação do Grupo Galpão. Todo encenado em pernas-de-pau e desenvolvido a partir de números e habilidades circenses, o espetáculo conseguiu reunir grandes platéias na rua, num momento de repressão à liberdade no país.

22/03/2011
Praça Sete_ Belo Horizonte
Grupo Galpão
Grupo Galpão
Grupo Galpão
1982
Caixa postal 1500

Cena da montagem "Caixa Postal". Direção: Julio Maciel. Em Nina Caetano (Hangay/Jussara Caiowá), Ramon Braga(Navarro), Ana Regis (Mariano) e Carlos Batista(Gusmão).

22/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
1999
Till – A saga de um herói torto

Criado pela cultura popular alemã da Idade Média, Till é o típico anti-herói cheio de artimanhas e dotado de um irresistível charme. Um personagem que tem parentesco com outros tipos de várias culturas, por exemplo, que se assemelha muito ao nosso Macunaíma ou ao ibérico Pedro Malasartes.   Além de Till e uma infinidade de rústicos personagens medievais, a peça conta também a história de três cegos andarilhos que buscam a redenção, sonhando alcançar as torres de Jerusalém e salvar o Santo Sepulcro das mãos dos infiéis.Num mundo em que é cada vez mais marcante a presença dos excluídos e dos desprovidos de qualquer suporte material, a parábola das aventuras do anti-herói Till Eulenspiegel torna-se de uma atualidade inquietante.

22/03/2011
Praça do Papa, Belo Horizonte
Grupo Galpão
Guto Muniz
Grupo Galpão
2009
Por toda a minha vida

Cena da montagem "Por toda a minha vida". Direção: Eduardo Moreira. Em cena Marcos Gontigo (Dario).

22/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
2000
Por toda a minha vida

Cena da montagem "Por toda a minha vida". Direção: Eduardo Moreira. Em cena Ana Domitila (Anjo), Priscila D’Agostini (Anjo), Mariana Rubino (Dalva), Juliana Floriano (Eunice), Juli Fonseca (Alba), Natália Mendes (Marilda).

22/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
2000
Cães de palha

Cena da montagem "Cães de palha". Direção: Julio Maciel. Em cena Ronaldo Zenha (Padre), Zé Lucio Martins (Hermes), Beatriz França (Berenice), Julio Vianna (Prometeu), Laura Howard (Dolores), Luciana Katahira (Mãe), Marília Buzelin (Rosa), Soraya Carvalho (Chica), Guilherme Soares (Arx), Cícero Silva (Zé).

25/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
2001
Cães de palha

Cena da montagem "Cães de palha". Direção: Julio Maciel. Em cena Julio Vianna (Prometeu), Reginaldo Santos (Hefesto).

25/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
2001
homem que não dava seta

Cena da montagem "O homem que não dava seta". Direção: Chico Pelúcio.

25/03/2011
Galpão Cine Horto
Arquivos Galpão Cine Horto
Guto Muniz
Galpão Cine Horto
2002
<< Voltar
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro do Galpão Cine Horto - Rua Pitangui, 3613 - Bairro Horto - Belo Horizonte - MG
Tel: 31 3481.5580 - portalprimeirosinal@gmail.com
---------------------------
Os créditos das fotos do cabeçalho se encontram na seção Quem Somos.
Facebook Twitter